Introdução ao estudo do relaxamento

Cada enrijecimento muscular contém a história e o significado de sua origem. Eliminá-lo não só libera energia, mas faz reflorar à memória a situação infantil em que é verificada a remoção”. (W. Reich).

Os programas de condicionamento físico, na maioria das vezes, enfatizam a aplicação de exercícios intensos, priorizando a força muscular, potência, velocidade, ganho de massa muscular.

Exercícios de força,  com cargas tensionais progressivas,  são procedimentos utilizados aumentar a masssa muscular, torna-la mais forte e resistente, melhorar a aparência física; as técnicas de alongamento são as mais praticadas para  desenvolver a flexibilidade e a mobilidade, tornar os músculos e articulações mais elásticos e flexíveis.

Estas combinações de técnicas que envolvem a contração e alongamento muscular estão presentes na maioria das aulas tanto individuais (P.T.) como em grupos porém, muitos especialistas, recomendam a inclusão de exercícios para auxiliar  as pessoas  a aprenderem a relaxar os músculos.

Inúmeras concepções de treinamento, com uma abordagem holítica – body, mind &spirit – cada vez mais tem sido procuradas por pessoas que desejam  trabalhar o corpo do forma multidimendional: Pilates, Yoga, Tai-chi, Massagem Holística, são modalidades que cresceram bastante  nos últimos anos.

É muito grande o número de alunos que procuram o treinamento personalizado não só em busca de aumento de massa muscular ou diminuição da gordura corporal, tem como objetivos a melhoria da sensação de bem-estar geral, diminuição do estresse e níveis de ansiedade entre outros aspectos biopsicoemocionais. Para esses alunos a tecnicas consideradas complementares são  excelentes alternativas, entre elas as técncias de relaxamento se constitue em uma das principias.

Conceito de Relaxamento

O relaxamento é dsc00034uma realização neuromuscular que provoca redução na tensão da musculatura esquelética (B. Vance).

Segundo Lê Boulch, o tônus muscular é resultante de uma atividade complexa e sobreposta dos diversos centros em todos os níveis do sistema nervoso, de modo que, tanto a atividade voluntária, como os fatores psicoemocionais e afetivos, tem papel fundamental na regulação do tônus muscular. Em contrapartida, foi observado que o estado de tonicidade influencia tanto a atividade psíquica como a participação emocional e afetiva. Com relação ao exposto acima, o relaxamento vem a ter não só função educativa, mas terapêutica, uma vez que pode melhorar o equilíbrio emocional.

Quando o corpo humano reage ao estresse, a adrenalina liberada pelas glândulas supra-renais provoca reações diferentes nos vários sistemas corporais  . Uma delas é a extensão e a contração do tecido muscular. A contração prolongada dos grandes grupos musculares localizados no estômago, pescoço, tórax, na região superior e inferior das costas e nos membros provoca dor. A maneira de se livrar dela é aprender a relaxar esses grupos musculares.

Pedem para que você relaxe, mas relaxar o corpo humano não é tão fácil como parece. Mesmo em repouso, ainda há uma certa tensão muscular, pois a ação da gravidade estimula um mecanismo de reflexo sempre que os músculos são alongados.

 

Portanto é importante compreender que o fato de “existir o tônus muscular” significa que o músculo sempre apresenta um estado de tensão conhecido por tônus de repouso ou para manter uma determinada postura estática conhecido por tônus postural e também o tônus muscular necessário para manter a postura em determinado exercício (tônus dinâmico). Isto significa que o tônus muscular pode ser alterado tanto pelo exercício (maior tensão) como pelo relaxamento (menor tensão); é o “jogo da contração-descontração muscular”. (Guiselini, 2000)

O Dr. Edmundo Jacobson usou o relaxamento na prática psiquiátrica por anos. Ele mostrou que as pessoas podem aprender a relaxar para eliminar os resíduos de tensão – regularmente presentes no estágio normal de repouso – fazendo com que o tônus muscular praticamente desapareça. Um estudo concluiu que as técnicas de relaxamento podem reduzir a tensão muscular em até 30%. Outros efeitos de um programa de relaxamento são:

  • Redução da pressão sangüínea;
  • Redução da insônia;
  • Alívio das dores de cabeça de origem nervosa;
  • Diminuição da sensibilidade a barulhos e estímulos causadores de dor, incluindo os desconfortos menstruais;
  • Alívio de algumas formas de distúrbios estomacais;
  • Capacidade de descansar a mente por alguns minutos ao longo de um dia cansativo e de retornar às tarefas difíceis com energia renovada e mente mais clara (Allsen, 2001).
  • Diminuição do consumo de oxigênio;
  • Diminuição do ritmo cardíaco;
  • Diminuição do ritmo respiratório;
  • Tensão muscular abaixo dos níveis de repouso;
  • Diminuição da pressão arterial em algumas pessoas;
  • Mudança do padrão normal de ondas cerebrais de vigília, para um padrão onde predominam ondas cerebrais mais lentas.
Aplicação do Relaxamento do Treinamento Personalizado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *